Economia

Indicadores e notícias sobre a economia no Brasil e no mundo. Dados para posicionamento de empresários e dicas para gerir suas finanças pessoais.
  1. Pela primeira vez no ano, a expectativa de crescimento do PIB para 2019 ficou abaixo de 1%. Segundo o Boletim Focus, a previsão para o crescimento do Produto Interno Bruto é de apenas 0,93%. Assista ao vídeo e saiba como isso pode afetar o nosso bolso. Analistas do mercado financeiro revisaram para baixo o PIB deste ano

  2. Segundo a empresa, carteira digital para uma nova moeda global baseada na tecnologia blockchain deverá ser lançada em 2020. Imagem de divulgação de demonstração inicial do funcionamento da carteira Calibra Divulgação/Facebook O Facebook anunciou, nesta terça-feira (18), a criação de uma nova subsidiária com o objetivo de passar a oferecer serviços financeiros digitais, incluindo o lançamento de uma própria criptomoeda, a Libra. "O primeiro produto que a Calibra irá lançar é uma carteira digital para o Libra, uma nova moeda global baseada na tecnologia blockchain. A carteira estará disponível no Messenger, WhastApp e em um aplicativo independente – e esperamos lançá-la em 2020", informou a empresa em comunicado. O projeto, batizado de rede Libra, foi noticiado pela primeira vez em dezembro de 2018. A empresa, que também é dona do Instagram, busca competir com bancos e reduzir custos de consumidores. O Facebook, que reúne mais de 2 bilhões de perfis no mundo, quer seu sistema de pagamentos com moeda digital também sirva para usuários que também não tenham conta bancária. Segundo o Facebook, a carteira digital permitirá o envio de criptomoedas por meio do smartphone, "de maneira simples e imediata, como se estivesse enviando uma mensagem de texto de graça ou a baixo custo". "Com o tempo, também esperamos oferecer serviços adicionais para pessoas e empresas, como pagar contas apenas apertando um botão, comprar uma xícara de café escaneando um código, ou usar transporte público sem a necessidade de carregar dinheiro ou um cartão de transporte", diz o comunicado.

  3. Recurso dos indeferimentos devem ser interpostos em até dois dias úteis. Concurso para professor do estado da Paraíba oferece 1 mil vagas. divulgação Foi divulgada nesta terça-feira (18) a lista preliminar das inscrições deferidas para o concurso público com 1 mil vagas para professor da rede estadual da educação básica da Paraíba. De acordo com o edital, publicado no Diário Oficial do Estado da Paraíba (DOE-PB), a lista vai estar disponível no site da organizadora, o instituto AOCP. Veja edital do concurso para professor da Paraíba Conforme o edital de divulgação, foram divulgadas as listas preliminares de inscrições deferidas para ampla concorrência e também para candidatos que se declararam com deficiência e dos pedidos de atendimento especial. Os candidatos que tiveram as inscrições indeferidas podem interpor recurso no prazo máximo de 2 dias úteis, contados a partir da data da publicação do edital. O recurso deve ser protocolado em formulário próprio, disponível no site da organizadora, das 0h da quarta-feira (19) até a 23h59 da sexta-feira (21). Conforme cronograma do edital, após a publicação da relação definitiva de inscrições deferidas, pós-recurso, os candidatos podem acessar o site da organizadora, a partir das 15h do dia 3 de julho, e imprimir o cartão de informação, que contém o horário e local da prova objetiva, que está prevista para ser aplicada no dia 21 de julho. As vagas são para 13 disciplinas do ensino médio e estão distribuídas nas 14 Gerências Regionais de Educação. O maior número de oportunidades, 199, segundo o edital, é para a disciplina de matemática, seguido por língua portuguesa, com 195. O vencimento previsto pelo edital é de R$ 2.110.12, para uma carga horária de 30 horas semanais.

  4. Relatório do deputado Samuel Moreira foi apresentado na semana passada e modifica proposta do governo. Lista de inscritos para o debate tem ao menos 143 parlamentares. Deputados reunidos durante sessão da comissão especial da reforma da Previdência na última quinta-feira (13) Pablo Valadares/Câmara dos Deputados A comissão especial da Câmara responsável por analisar a reforma da Previdência começará nesta terça-feira (18) a discutir o parecer do relator, Samuel Moreira (PSDB-SP). O relatório foi apresentado na semana passada e modifica trechos da proposta enviada pelo governo Jair Bolsonaro. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), articula a votação da proposta na comissão para o próximo dia 25. Reforma da Previdência: parecer do relator pode começar a ser discutido nesta terça (18) Como será a sessão Até as 18h desta segunda (17), segundo a comissão, 143 deputados já haviam se inscrito para discursar. O número, contudo, pode mudar. Isso porque os deputados podem se inscrever até o primeiro orador inscrito começar a fazer o discurso. Pelas regras: se o deputado integrar a comissão, terá direito a 15 minutos de fala; se o deputado não integrar a comissão, terá direito a 10 minutos. Conforme o acordo fechado entre os líderes partidários na semana passada: os deputados aliados do governo não apresentarão requerimento para pedir o encerramento da discussão sobre a proposta; os deputados da oposição não tentarão obstruir os trabalhos apresentando requerimentos ou questões de ordem que visam adiar a discussão. A expectativa entre os parlamentares é que a sessão desta terça seja encerrada sem que todos os inscritos discursem. Assim, deve ser retomada na quarta (19). Caberá ao presidente da comissão especial, Marcelo Ramos (PL-AM), anunciar o fim da discussão. Próximos passos Concluída a discussão sobre a proposta: a comissão especial deverá votar o relatório (o texto será aprovado se tiver apoio da maioria simples, ou seja, a maioria dos deputados presentes à sessão de votação); aprovado, o texto seguirá para o plenário da Câmara, onde será submetido a dois turnos de votação; por ser uma proposta de emenda à Constituição (PEC), a reforma será aprovada pelo plenário se tiver, no mínimo, os votos de 308 dos 513 deputados; aprovada, a reforma segue para o Senado.
  5. Começou nesta segunda-feira (17) o prazo de reserva de ações para os interessados em comprar os papeis da Petrobras que pertencem à Caixa Econômica Federal. Comento no Jornal da Globo o follow on das ações da Petrobras. Samy Dana comenta o follow on de ações da Petrobras