Economia

Indicadores e notícias sobre a economia no Brasil e no mundo. Dados para posicionamento de empresários e dicas para gerir suas finanças pessoais.

  1. Presidente dos EUA disse que negociações comerciais com Pequim já estão sendo feitas por telefone e que são aguardadas mais reuniões entre autoridades dos dois países. Soja voltou a ser vendida após trégua em 1º de dezembro na guerra comercial envolvendo Washington e Pequim. Getty Images via BBC O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse na terça-feira (11) que a China está comprando uma "enorme quantidade" de soja norte-americana e que negociações comerciais com Pequim já estão sendo feitas por telefone, acrescentando que são aguardadas mais reuniões entre autoridades dos dois países. Entenda a guerra comercial e seus possíveis impactos Trump disse à Reuters em uma entrevista que o governo chinês está "de volta ao mercado" para comprar soja dos EUA depois de uma trégua em 1º de dezembro na guerra comercial envolvendo Washington e Pequim. Operadores em Chicago, no entanto, disseram não ter visto nenhuma evidência de uma retomada de tais compras após a imposição de uma tarifa de 25% sobre a soja dos EUA em julho. "Acabei de ouvir hoje que eles estão comprando enormes quantidades de soja. Eles estão começando, apenas começando agora", afirmou Trump na entrevista. Trump também disse acreditar que a China reduzirá em breve as tarifas dos automóveis norte-americanos para 15%, em relação aos atuais 40%. "Eu acho que eles estão querendo fazer isso imediatamente, muito rapidamente", disse. Um funcionário do governo Trump disse à Reuters que o plano da China para cortar as tarifas de automóveis foi esboçado em um telefonema entre o vice-premiê chinês, Liu He, o representante de Comércio dos EUA, Robert Lighthizer, e o secretário do Tesouro norte-americano, Steven Mnuchin. Vendas da soja atendidas Os dados do governo dos EUA não mostram nenhuma venda de soja para a China desde julho, quando Pequim impôs tarifas sobre o fornecimento de oleaginosas dos EUA em retaliação aos impostos dos EUA sobre produtos chineses. Traders vêm observando atentamente por sinais de confirmação de uma retomada das compras chinesas de soja dos EUA, particularmente depois que Trump tuitou na manhã de terça-feira que "conversas muito produtivas" estavam acontecendo com a China. "Preste atenção em alguns anúncios importantes!", acrescentou. Os futuros de soja na Bolsa de Chicago avançaram na terça-feira, com a esperança de que novos acordos fossem assinados em breve, mas não havia sinais de aumento de atividade nos mercados à vista, disseram operadores. As normas do Departamento de Agricultura dos EUA exigem que os exportadores relatem imediatamente as vendas de 100 mil toneladas ou mais de uma commodity em um único dia. No ano passado, a China comprou cerca de 60% das exportações de soja dos EUA em transações avaliadas em mais de US$ 12 bilhões. Com as exportações perdidas, os preços da soja caíram para o menor patamar em uma década, sobrecarregando os fazendeiros norte-americanos, um importante eleitorado dos Trump. Trump e o presidente chinês, Xi Jinping, pediram uma trégua temporária em sua guerra comercial em 1º de dezembro. Trump concordou em adiar por 90 dias o aumento previsto para 1º de janeiro nas tarifas sobre produtos chineses enquanto os dois lados negociam o aumento das compras chinesas de produtos agrícolas dos EUA, entre outros pontos. Trump disse na terça-feira que essas negociações já estavam acontecendo por telefone. "Provavelmente teremos outra reunião. E talvez uma reunião das principais pessoas de ambos os lados", disse Trump. "Se for necessário, vou ter outra reunião com o presidente Xi, de quem gosto muito e com quem me dou muito bem." Trump não ofereceu nenhum cronograma para novas reuniões face a face entre autoridades americanas e chinesas. Ele disse que esperaria para aumentar as tarifas sobre produtos chineses para 25%, de 10%, até que se torne evidente se os Estados Unidos e a China podem fazer um acordo. Entenda a 'guerra comercial' Igor Estrella/G1

  2. No dia anterior, a moeda norte-americana avançou 0,64%, vendida a R$ 3,920. Notas de dólar Gary Cameron/Reuters O dólar opera em queda nesta quarta-feira (12), acompanhando a trajetória da moeda no mercado internacional em dia de trégua nas preocupações com a guerra comercial após declarações otimistas de Donald Trump sobre um acordo com a China. Às 9h06, a moeda norte-americana caía 0,68%, vendida a R$ 3,8947. Veja mais cotações. O Banco Central realiza nesta sessão leilão de até 13,83 mil swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares para rolagem do vencimento de dezembro, no total de US$ 10,373 bilhões. Se mantiver essa oferta diária e vendê-la até o final do mês, terá feito a rolagem integral. No dia anterior, a moeda norte-americana avançou 0,64%, vendida a R$ 3,920. Foi o quinto avanço seguido do dólar e o maior patamar desde 2 de outubro (R$ 3,9333).

  3. Copa do Mundo foi termo assunto e acontecimento mais buscado. Na lista 'O que é...?", o 1º lugar ficou com 'O que é fascismo?', seguido por "O que é intervenção militar?'. O Google divulgou nesta quarta-feira (12) os assuntos mais pesquisados em sua ferramenta de buscas na internet. No Brasil, o termo mais buscado do ano foi “Copa do Mundo", seguido por "Big Brother Brasil", "Eleições 2018" e "Jair Bolsonaro". No Brasil, o reality show da TV Globo "Big Brother Brasil " lidera o ranking, à frente das buscas por Tabela do Brasileirão, Enem, do apresentador de TV Marcelo Rezende e do filme “O Chamado” (veja abaixo). No mundo, Meghan Markle foi o nome de personalidade mais pesquisado. Jair Bolsonaro foi o 6º nome mais buscado. Veja abaixo as principais buscas feitas no país em 2018 no geral e em cada categoria. Mbappé Pilar Olivares / Reuters Buscas Copa do Mundo Big Brother Brasil Eleições 2018 Jair Bolsonaro Horário de Brasília Greve dos caminhoneiros Luiz Inácio Lula da Silva Fernando Haddad Copa São Paulo de Futebol Júnior 2018 Stan Lee Como fazer Como fazer slime? Como fazer figurinhas no Whatsapp? Como fazer gasolina? Como fazer crepioca? Como fazer perguntas no Instagram? Como fazer bacalhau? Como fazer declaração de Imposto de Renda 2018? Como fazer kefir? Como fazer guacamole? Como fazer pipoca doce? Slime é um tipo de massa elástica, que pode ser produzida em casa pelas crianças Reprodução/TV Globo O que é O que é fascismo? O que é intervenção militar? O que é lúpulo? O que é Ursal? O que é Corpus Christi? O que é chaira? O que é afonia? O que é momo? O que é Encceja? o que é tuberculose ganglionar? Por quê? Por que a guerra na Síria? Por que votar no Bolsonaro? Por que ou porque? Por que não pode comer carne na Sexta-feira Santa? Por que Ibrahimovic nao foi convocado? Por que nao votar em Bolsonaro? Por que Nadja foi expulsa de A Fazenda? Por que a série Lúcifer foi cancelada? Por que o Amoedo nao participa dos debates? Por que quarta-feira de Cinzas? Jair Bolsonaro foi o 4º termo mais pesquisado no Google no ano Estadão Conteúdo/Wilton Junior Acontecimentos Copa do Mundo Eleições 2018 Greve dos caminhoneiros Copa São Paulo de Futebol Júnior 2018 Campeonato brasileiro Prisão do Lula Horário de verão Caso Vitória Enem 2018 Julgamento do Lula Celebridades Sylvester Stallone Pabllo Vittar MC Loma Meghan Markle Roger Waters Letícia Almeida Douglas Sampaio Tata Amaral Cristiane Machado Priscila Tossan Séries La Casa de Papel Elite Riverdale Lucifer The 100 O Mecanismo The Good Doctor 3% Westworld Scandal Ana Clara, Gleici, Ayrton, Kaysar, BBB18, big brother brasil Reprodução/TV Globo Programas de TV e novelas Big Brother Brasil Segundo Sol O Outro Lado do Paraíso Deus Salve o Rei A Fazenda O Tempo não Pára The Voice Brasil As Aventuras de Poliana Orgulho e Paixão Tempo de Amar Tecnologia Motorola One iPhone X Zenfone 5 Moto G6 Moto G5 Galaxy J7 Galaxy J4 Galaxy J5 Sarahah iPhone 8 Plus Esportistas Kylian Mbappé Philippe Coutinho Henrique Dourado Mohamed Salah João Miranda Roberto Firmino Alisson Becker Douglas Costa Luka Modrić Lyoto Machida Times da série A Flamengo Palmeiras Corinthians São Paulo Grêmio Vasco da Gama Cruzeiro Santos Internacional Atlético Mineiro Mortes Stan Lee Avicii Mr. Catra XXXTentacion Marielle Franco Nara Almeida Vitória Gabrielly Mac Miller Eduardo Carneiro Anthony Bourdain Funkeira Jojo Todynho, do hit Que Tiro Foi Esse Divulgação Virou meme Que Tiro Foi Esse Fábio Assunção É verdade esse bilhete Jair Bolsonaro Neymar Jr. Copa do Mundo Dia do Amigo Lula Pikachu Akon Filmes A Freira Deadpool 2 Pantera Negra Vingadores: Guerra Infinita Venom Bohemian Rhapsody Um Lugar Silencioso Nasce uma Estrela Os Incríveis 2 Cinquenta Tons de Liberdade Música (Letras) Era uma Vez Que Tiro Foi Esse Dona Maria Vai Malandra O Sol Bohemian Rhapsody Mostra Tua Força, Brasil Notificação Preferida Mulherão da Porra Ousado Amor Meghan Markle foi o nome de personalidade mais pesquisado no Google em 2018 Gareth Fuller/Pool/Reuters Buscas no mundo Segundo o Google, os resultados referem-se às pesquisas que tiveram um aumento significativo no tráfego em um período sustentado em 2018 em comparação a 2017. "O ano na pesquisa tem como objetivo refletir os tópicos verdadeiramente exclusivos de 2018, e nos esforçamos para capturá-lo por meio da exploração dos novos e interessantes termos de pesquisa do ano. Os termos em alta tendem a identificar melhor o que as pessoas estavam curiosas em 2018 em relação a 2017", informou o Google. Duas listas globais trazem 'resultados' do Brasil. Jair Bolsonaro foi o 6º nome mais buscado entre os nomes mais pesquisados, e "greve dos caminhoneiros" foi o 9º acontecimento mais procurado. Veja abaixo as personalidades e os assuntos mais pesquisados no mundo em 2018 no Google: PEOPLE (GLOBAL) Meghan Markle Demi Lovato Sylvester Stallone Logan Paul Khloe Kardashian Jair Bolsonaro Brett Kavanaugh Hailey Baldwin Stormy Daniels Cardi B NEWS (GLOBAL) World Cupmore Hurricane Florence Mega Millions Result Royal Wedding Election Results Hurricane Michael Kavanaugh Confirmation Florida Shooting Greve dos caminhoneiros Government Shutdown

  4. Salário mínimo passará de 858 euros a 1.050 euros brutos (o equivalente a R$ 4.650). Pedro Sánchez, premiê espanhol, Juan Carlos Ulate/Reuters O primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, anunciou nesta quarta-feira que decretará um aumento de 22% do salário mínimo para 2019, durante um conselho de ministros programado para 21 de dezembro em Barcelona. O aumento do salário mínimo sobre 12 meses, que passará de 858 euros a 1.050 euros brutos (o equivalente a R$ 4.650) a partir de 2019, será "o maior desde 1977", declarou o socialista Sánchez no Congresso. "Um país rico não pode ter trabalhadores pobres", destacou Sánchez, que com o aumento por decreto do salário mínimo busca materializar uma medida emblemática de seu projeto de orçamento para 2019, que ainda não conseguiu aprovar por falta de apoio no Parlamento. De acordo com o projeto de orçamento publicado em outubro, muito criticado pela oposição de direita, esta medida custará 340 milhões de euros ao Estado.

  5. 'Acho que seria insensato', disse o presidente dos EUA em entrevista. Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, durante reunião do G20 Reuters O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou na terça-feira (11) que será um erro se o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) elevar a taxa de juros quando se reunir na próxima semana, como esperado pelo mercado, dando continuidade às críticas ao banco central dos Estados Unidos. "Acho que seria insensato, mas o que posso dizer", disse Trump à Reuters em entrevista. Trump afirmou que precisa da flexibilidade de taxa de juros mais baixa para sustentar a economia dos EUA em meio à batalha comercial conta a China, e potencialmente contra outros países. "É preciso entender, estamos disputando algumas batalhas e estamos vencendo. Mas preciso de expansão também", disse ele. Trump escolheu Jerome Powell como chairman do Fed, mas tem se oposto repetidamente a ele desde que Powell assumiu o comando do banco central norte-americano em fevereiro. Em agosto, Trump disse à Reuters que não estava "animado" com as altas de juros promovidas por Powell.